sábado, 6 de julho de 2013

DESAFIOS DA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA

Estamos em um contexto social marcado por inúmeras transformações que  acompanham o desenvolvimento da sociedade capitalista e tem gerado um substancial de conhecimentos que possibilita acesso a diversas formas de adquirir conhecimentos, saberes, sobretudo quando se tem acesso as novas tecnologias da comunicação e informação na educação.
Na conjuntura de um capitalismo global  exige-se dos atores sociais outras formas de se socializar e de buscar o conhecimento. E, com a inserção da internet passamos a viver num mundo sem fronteiras mas nem por isso, sem regras, normas e valores necessários a esta forma de convivência e de relação sociais.
Com isso, nos deparamos com uma sociedade do conhecimento que desafia os educadores atuais e os que almejam segui esta profissão e, ainda trazem outras questões desafiadores para o atual cenário educacional. Com base nessa ideias convido a turma de pedagogia 2013, do Campus da UFPA  de Tucuruí, a lerem o texto de Nelson Pretto postado no seguinte endereço eletrônico:  https://blog.ufba.br/nlpretto/?page_id=395  e em seguida postem aqui seu comentário, sobre o assunto.

46 comentários:

  1. Vivemos em uma sociedade em que a informação e seu domínio tornaram-se essenciais ao processo produtivo. É a chamada Sociedade do Conhecimento, que evoluiu a partir de um modelo de produção industrial onde o que era valorizado era a quantidade, passando para o modelo atual que procura valorizar a qualitativa. A informação e o conhecimento assumiram aspectos tais que seu domínio e interpretação se transformaram em ferramentas de auxilio a tomada de decisões gerenciais e corporativas.
    A revolução tecnológica atual tem provocado mutações na nossa maneira de pensar, no agir conosco e com as demais pessoas, com os objetos e com o mundo ao redor. O pensar torna-se o grande diferencial entre as pessoas na sociedade da informação. É aí que entra a principal função das escolas nesse processo, o de fazer os alunos pensarem. Como a vida baseada no conhecimento requer novas habilidades faz-se necessário pessoas capazes de pensarem novos modos e técnicas, a fim de desenvolver as tecnologias.
    Nesse mesmo contexto, encontram-se os profissionais docentes que possuem uma responsabilidade muito grande, principalmente por serem esses os responsáveis pela formação das novas gerações.
    O professor tem como principal função, não ser o detentor a modo conhecimento como no ensino tradicional, mas ser mediador da aprendizagem.
    Mas também não posso deixar de dizer que tais tecnologias são de excelente ajuda para o ensino, pois o mesmo facilita de uma forma incrível o ensino de nossas crianças . Agora, basta a sociedade deixar de ser manuseado pela modernidade e vir a ser o manuseador.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Vivemos numa sociedade tecnológica , onde a quantidades e velocidades de informações é muito grande.Sem duvida alguma, concordo que as tecnologias da informação e da comunicação tem provocado uma grande mudança na educação.Com elas, os professores tem uma leque de opções metodológicas, possibilidades de organizar sua comunicação com os alunos, de trabalhar presencialmente e virtualmente e avaliá-los.
    Desse modo, as escolas não podem, na minha opinião, continuar na mesmice de passar um simples conteúdo explicativo para o aluno.Deixando-o alienado de outros saberes.O aluno tem que ser visto como alguém pensante, participante ativo e responsável para construir seus próprios conhecimentos.Então, nada melhor do que incentivá-lo a buscar novos conhecimentos e saberes fora dos livros e quadros didáticos nas novas tecnologias de informação e conhecimento.
    Mas nem todos os professores e alunos, estão preparados para lidar com essas tecnologias, que a sociedade capitalista lhes impõe. Não basta apenas ,disponibilizar o acesso a elas,mas sim, educar os cidadãos a usá-las,pois esse meio tecnológico tem suas regras e normas a serem respeitadas.
    A escola precisa rever suas praticas pedagógicas para que possa interagir com o novo. Criando uma postura que facilitará todo o processo de ensinar e aprender. Com a educação adequada dessas novas tecnologia de informação e comunicação dentro das escolas, a mesma passará a ser mais prazerosa , tanto para o educador como para o educado.
    Do texto de NELSON DE LUCA PRETTO, tenho as minhas duvidas;
    COMO POSSO PERCEBER A VERDADEIRA EFICACIA DOS USOS DAS TICs?
    COMO VER AS TICs ALEM DE UM MERO AUXILIAR DO PROCESSO EDUCACIONAL?

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. O capitalismo sempre impulsa o mundo e a sociedade as grandes transformações, que exigem sempre dos atores uma adaptação as suas novas exigências desde seu comportamento e pensamento.

    O capitalismo sempre tem uma saída para alcançar o seu objetivo de capital. Isso se dá, sempre dentro da educação, servindo-se de sua grande e majestosa indústria, a escola, é lá que se da a fabricação dos seus produtos indivíduos preparados para o trabalho de fins lucrativo. Usou através da educação a distância, produzir atores diplomados e/ou certificados, cujo objetivo é oferecer capacitação para a melhoria no desenvolvimento das atividades profissionais industriais e não do sujeito.

    A tecnologia hoje, mas dita, a internet, que viabilizou o ensino a distância é um grande desafio para professores, mas por outro lado é a maior arma, na mão dele, para construir atores com uma consciência voltados à informação e a novos saberes.

    Mas do que nunca professores devem assumir o elogio de Marx ao capitalismo, não devem olhar somente as aversões, tais como pobreza, exploração desigualdade, mas sim nas possibilidades que essas mudanças trazer, ao seu favor, pensemos que a distância, da cidade para o campo, vilas ou ribeirinhos estejam apenas entre a tela de um monitor de um computador e o aluno. Esse meio da a possibilidade da realização de sonho e uma nova forma de relação entre indivíduos.

    Então nos voltemos a por em praticas as desburocratização dos programas, de forma que a operalização das propostas consigam adentrar os portões da escola e proporcionar, na prática a sociedade da informação.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Hoje vivemos no mundo da tecnologia,onde as mudanças e as transformações são bem visíveis.Não só na educação mas em diversas áreas.A Educação tecnológica tem sido indispensável como ferramenta essencial na era da comunicação,essas novas tecnologias ganham espaço na sala de aula.

    O acesso a esses meios de informações tecnológicos são muito importantes,para o desenvolvimento e estrutura de qualquer instituição social,inclusive para a educação que lida diretamente com a formação do ser humano.

    Porem deve-se pensar que o modo de vida que as as pessoas estão adotando é baseada na quantidade,provocando uma crise na organização da vida. È aqui que a educação toma para si a responsabilidade da compreensão dessas transformações,quanto na formação do individuo e grupos social.

    Organizações internacionais apontam a importância da reforma da educação como prioridade na formação dos cidadãos.Infelizmente ainda existe muitos educadores que salientam que a inserção tecnológicas nas praticas educacionais é um problema.Por isso as politicas de incentivo devem ser rigorosamente colocadas em pratica.

    As tecnologias de comunicação e informação são vislumbrantes,abre caminhos e novas oportunidades.Mas deve ser considerada algo que ira propor novos saberes, valores, ética e a formação de bons cidadãos.

    ResponderExcluir
  9. O meio social em que vivemos é um processo que estamos fazendo agora pensando no futuro próximo, a inclusão digital trouxe uma demanda de necessidades de que o cidadão tem que saber informática. Pois, é a era da tecnologia, onde somos obrigados a fazer um curso básico, avançado ou Técnico, para termos um diploma e assim poder conseguir um emprego.

    Sim é um absurdo para conseguir trabalhar a pessoa ter que aderir aos requisitos solicitados sem saber realmente se em sua função vai precisar de algum conhecimento da área citada. Outro absurdo que eu acho que tem certa quantidade de desvantagem colocar computadores nas escolas substituindo a tradicional educação de escrever manual é uma mudança radical que está deixando cada vez mais essa tecnologia se expandir.

    Tirando a capacidade do aluno de ler, interpretar e dissertar. Os computadores são programados para reconhecer erros gramaticais, os estudantes não tem a menor preocupação em saber como se faz uma redação, o "Word" se encarrega de corrigi-lo.

    Esses são alguns exemplos da magnífica geração que estamos enfrentando. E vamos deixar para nossos herdeiros. Uma educação que a máquina faz tudo ou quase.
    Esses exemplos citados são de um sistema capitalista que está embutido nas ideias práticas diárias.

    ResponderExcluir
  10. O capitalismo tem se propagado universalmente, com ele multiplicou-se os valores e as formas de comunicações interpessoais. O sistema educacional tem sido profundamente impactado com a tecnologia vigente, resta saber se os educadores estão atentos a essa mudança.
    A utilização das diversas tecnologias, a meu ver, aumenta as opções de pesquisas e agiliza o processo de aprendizagem mediante a formação do indivíduo, porém, sem abdicar da importância de termos em salas de aulas, professores presenciais devidamente instruídos nesta área, em busca da expansão do espaço cibernético no meio educacional.
    A tecnologia na educação trouxe a oportunidade de exploração de conhecimentos das diversas áreas de estudo, trazendo a expansão do conhecimento, viabilizando o acesso interpessoal global. Temos como exemplos, a educação à distância, que oferece aulas através da internet, teleconferências, jogos didáticos e softwares desenvolvidos para a inclusão de pessoas com deficiência no mundo tecnológico.

    ResponderExcluir
  11. a sociedade em que vivemos hoje, nos molda exatamente para esse mundo virtual, as tecnologias dão a educação grandes possibilidades,mas é necessário que se tenha muita cautela em se tratando da introdução das tecnologias nas escolas, devemos considerar que o professor ainda é a pessoa mais importante na mediação dos conhecimentos que são introduzidos em nossas crianças, e que a iteração professor e aluno faz muita diferença.
    a internet abre possibilidades de conhecimentos, que hoje é acessível a muitas pessoas, no entanto é necessário que se analise de que forma esses conhecimento estão sendo recebidos.
    e de suma importância a introdução das tecnologias nas escolas, mas ai eu me pergunto que indivíduos queremos formar?
    não se pode somente querer que todos sejam digitalmente alfabetizados, sabendo que esses conhecimentos não são acessíveis a todos.
    quando se fala em tecnologias se pensa em algo muito bom para a sociedade, entretanto as pessoas menos favorecidas não tem acesso a essas novas tecnologias e acabam na desigualdade social.

    ResponderExcluir
  12. Com a chegada da Internet defrontamos-nos com novas possibilidades, desafios e incertezas no processo de ensino-aprendizagem. Então pergunto: Como aprender com tecnologias que vão se tornando cada vez mais sofisticadas e mais desafiadoras? Ensinar é gerenciar a seleção e organização da informação para transformá-la em conhecimento e sabedoria, em um contexto rico de comunicação. Não podemos ver a Internet como solução mágica para modificar profundamente a relação pedagógica, mas ela pode facilitar como nunca antes, a pesquisa individual e grupal, o intercâmbio de professores com professores, de alunos com alunos, de professores com alunos. A Internet propicia a troca de experiências, de dúvidas, de materiais, as trocas pessoais, tanto de quem está perto como longe geograficamente. A Internet pode ajudar o professor a preparar melhor a sua aula, a ampliar as formas de lecionar, a modificar o processo de avaliação e de comunicação com o aluno e com os seus colegas.
    Porém, a minha preocupação está em como unir todas as questões humanísticas de comunicação interpessoal, de troca entre professores, alunos....pois, não depende só de vontade! Têm que se ter a ATITUDE do governo em atender as necessidades destas classes não favorecidas.


    ResponderExcluir
  13. Concordo quando logo no inicio do texto cita que “ O desenvolvimento científico e tecnológico que estamos experimentando tem exigido das nações programas específicos visando a sua inserção e sua interação nesse mundo de múltiplas e velozes conexões.” O exemplo pode ser citados nas exigências da área de emprego atualmente.
    O texto adverte que os sistemas educacionais têm sido profundamente questionados por não buscarem fundamentos que possibilitem a efetivação da formação necessária às novas competências para o cidadão planetário. Entanto vale destacar ainda que para o desenvolvimento cientifico e tecnológico para ocorrer paralelamente igual a todos os cidadãos tem que haver a educação continuada com os professores ao qual não são qualificados na área tecnológica e estar rotulando as crianças deste o ensino infantil a ter acesso às tecnologias principalmente aquelas menos favorecidas ( exemplo: as das zonas rurais de difícil acesso as telecomunicações que entanto há neste país, as menos favorecidas mesmo por questões financeiras, entre outras) e também como primordialmente a participação dos governantes de tarem investidos e cobrando dos municípios. Entanto o texto ressalta que há uma legislação que então falta à regulamentação.
    Nisto vamos ter consciência também nos futuros pedagogos, e já pedagogos; de se estar atualizando para fazer a diferença; e atuar esta profissão não meramente por obrigação, mas sim para haver contribuição e alteração destes quesitos.

    ResponderExcluir
  14. Vivemos numa sociedade capitalista,onde as pessoas se utilizam das novas tecnologias de informação tanto para crescerem socialmente quanto economicamente.Tornandose muito importante o conhecimento dessa tecnologia.

    A internet nos proporciona um crescimento surpreendente.Nela relacionamentos socias guanham um espaço enorme para se desenvolverem e a ecomomia encontra um mercado muito favorável para o seu crescimemto.
    As escolas precisam superar os métodos de ensino anteriores inserindo em seu processo educativo novas tecnologias que em conjuto com os tradicionas possibilitem um maior desenvolvimento intelectual e social de seus alunos.
    Deixar de levar este conhecimento as pessoas é garantir o atraso em suas vidas,é fechar as portas do sucesso profissional para elas.
    É um grande desafio levar este conhecimento para todos,porém não é um sonho impossível.
    Como futuros pedagogos e grandes sonhadores não devemos desconfiar de nossos esforços em levar todo o conhecimento necessário áqueles que precisam aprender.
    Marcélia Ribeiro 7 de julho de 2013 21:19

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. O texto nos mostra o quanto é necessário o uso dos recursos tecnológicos para tornar as aulas mais dinâmicas. O autor destaca que não adianta ter acesso a vários meios de comunicação e usá-lo para reproduzir a forma tradicional e retórica de ensinar.
    Apesar de o texto ter sido escrito á alguns anos atrás, ele continua atual e mostra que as lideranças politicas já discutiam a necessidade de socializar o acesso as novas tecnologias e usá-las a como formas de dinamizar e melhorar os processos de aprendizagem no ambiente escolar.
    O uso da internet, e do data show dentro da salas de aula somando com o áudio adequando ao conteúdo resulta na internalização do conhecimento de maneira muito mais dinâmica e proveitosa do que em uma aula tradicional somente com a lousa e o pincel.
    Como futuro professores devemos repensar o modo de dar aula para termos sucesso em nosso ambiente de trabalho.

    ResponderExcluir
  17. As tecnologias estão a nossa volta,e não adianta dar as costas a elas, em um momento ou outro precisaremos utilizá-las; O importante é fazermos isso, de maneira a nos beneficiar destas tecnologias,absorvendo conhecimentos úteis.
    Utilizar de maneira adequada essas ferramentas tecnológicas na educação,é de suma importância,e para isso o preparo do educador é fundamental.
    Não devemos é claro,diminuir a importância do professor na sala de aula e nem substituir totalmente a educação tradicional,mas esta também precisa se adequar aos novos tempos; Ignorar que as tecnologias existem, não as fará desaparecer, então porque não utilizá-las a nosso favor?
    É também tarefa do educador apresentar a seus alunos as ferramentas existentes para a absorção do conhecimento,e também as maneiras adequadas de utilizá-las.
    Sabemos que nem todos tem acesso a tais tecnologias, mas não é porque eu não tenho um carro que eu não possa aprender a dirigir,talvez eu não tenha um computador em casa,mas se eu souber como usar,posso manuseá-lo no meu trabalho.
    O ideal é sim que todos tivessem acesso a essas tecnologias em suas casas, mas enquanto isso não ocorre, vamos tentar garantir que nossas crianças tenham acesso ao conhecimento de como utilizar essas tecnologias de maneira adequada e consciente.

    ResponderExcluir
  18. Professora Socorro, amei o tema e amei também que dentro dele esteja um outro tema que foi rapidamente comentado dentro da sala de aula que é a alfabetização digital nos assentamentos do Movimento dos Sem Terra mostrando em 2000 a carência do acesso a essa ferramenta, que não era só nos assentamentos mas, em todas as áreas.
    Mas, voltando ao tema principal desse texto que é a discussão sobre a alfabetização digital para o mundo contemporâneo, posso dizer que fico feliz em usufruir dessa realidade que ainda não chegou para todos, mas acredito que não é mais um sonho que isso ocorra, acredito ser apenas uma questão de tempo, e pouco tempo.
    O autor Nelson Pretto, chama de "movimento contemporâneo" o uso das tecnologias de informação e comunicação aliadas ao processo educativo, estamos usufruindo também desse aspecto, o que fazemos no dia de hoje é um marco não só para a turma de Pedagogia , mas para a Universidade Federal do Pará de Campus de Tucuruí. Estamos fazendo parte deste movimento que é muito mais contemporâneo hoje do que era quando Pretto levantou essa discussão.
    Gostei também dele dizer que esse é um espaço pedagógico, não apenas e exclusivamente para pedagogos, mas o comentário é mais no sentido de alertar ou motivar pedagogos e alunos dessa área a ocupar o espaço que nos cabe neste processo de interações, relacionamentos e construção de conhecimentos no espaço da internet.
    Gostei de conhecer o texto do Pretto e sua discussão sobre a necessidade de capacitação e formação das pessoas para atuar nesse espaço, para terem o direito de ter acesso a esse espaço de saber, de conhecimento.
    Essa nova forma de fazer, de saber de viver, ensinar e aprender, essa forma de construção do conhecimento através das ondas da internet desperta a particularidade de cada um dos indivíduos envolvidos e a experiência aumenta as nossas competências.
    Tenho certeza sem medo de errar que este modelo de construção do aprendizado valoriza esse espaço e enriquece os envolvidos no processo, é válida a forma escolhida pela professora Socorro de mobilizar e inteirar seus alunos pela internet, essa audaciosa e arrojada experiência só me faz ver que esse espaço tornou-se tão acessível que possibilitou o acesso a diversas áreas do conhecimento, inclusive transportar uma aula universitária do âmbito local para o chamemos assim: universal.
    Quero neste comentário parabeniza-la Professora Socorro por essa iniciativa, sinto-me com sua atitude, motivada a compartilhar, aprender, ensinar, descobrir, discutir e participar.
    Sinto que, se o saber ainda tinha algum tipo de limitação, o vejo agora sem fronteiras.
    Vejo nessa ação o desejo de Max Weber sendo realizado, um saber não mais aprisionado a uma preparação específica para o mercado de trabalho, submisso ao capitalismo, mas, um saber livre e promotor do desencantamento do homem, provedor de capacidades que despertem os dons pessoais dos indivíduos.
    Fico feliz de ser autora da ação nesse processo de transformação do conhecimento.
    Aceitando o desafio de participar desse processo que ainda tem muito a conquistar, aceito o desafio de transmitir uma pedagogia transformadora e deixo meu comentário e também meu agradecimento por essa oportunidade que já me motiva a criar um blog para compartilhar o que tenho aprendido com a Pedagogia.
    Um bjo na Alma.
    Danielly Noronha Beserra Ramos.

    ResponderExcluir
  19. COMO SE ADAPTAR/AJUSTAR FRENTE AOS DESAFIOS TECNOLOGICOS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO.
    Quando falamos em processo de globalização sempre nos vem à mente assuntos relacionados à economia, exportação, assuntos sociais, culturais e políticos, assuntos que chegam até nós rapidamente através das tecnologias das informações, no caso da internet, por exemplo, mas ao mesmo tempo deixam de lado outros assuntos tão importantes para sociedade como a educação.
    O avanço tecnológico é de fundamental importância para o desenvolvimento das nações, já que é praticamente impossível, hoje em dia, convivermos sem o denominado mundo cibernético. Mas esses avanços não estão sendo utilizados de forma igualitária, já que os sistemas educacionais não estão acompanhando as transformações ocorridas nesse novo processo de aprendizagem. Claro que temos a educação a distância, que se expandiu nas últimas décadas devido aos avanços tecnológicos, mas que ao vê não supera a educação presencial. O grande desafio seria sem dúvida unir, hoje em dia, a educação presencial e a evolução da computação para formação dos nossos alunos, já que eles serão incorporados a nesse novo mundo cercados de programas específicos para cada área de atuação.
    O grande erro, portanto, na atualidade educacional é utilizar a informática como mera auxiliar no processo de educação, não por culta dos educadores, já que muitos deles não recebem por parte do governo um treinamento adequado e quando recebem não conseguem por em prática os conhecimentos recebidos, já que muitas escolas não dispõem de infraestrutura adequada para incorporar os alunos frente a esses novos desafios.

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nelson de Luca Pretto, em seu artigo nos mostra sua preocupação com o falta do uso de maneira eficaz e contundente do desenvolvimento tecnológico para uma evolução significativa na educação. E com a ausência de fundamentos que possibilitem uma formação necessária para educadores, e mais, chama atenção para a ênfase que se estavam dando a educação a distância, talvez achando-se que essa seria a forma de superar os desafios educacionais. Seu pensamento era que a educação aproveitasse ao máximo toda essa tecnologia, para desenvolver novos processos,novas técnicas que possibilitem novos conhecimentos.
      E também se preocupava com a falta de curso de formação que sejam destinados a pessoas das zonas rurais para que estas deixem de ser analfabetos digitais.
      De fato faz sentido tais preocupações, seu artigo foi publicado em 2002,mas de dez anos se passaram e ainda hoje convivemos com esses mesmo problemas, houveram sim, algumas evoluções mas ainda não suficiente.Nossas escolas públicas a maioria já são equipadas com computadores mas ainda há ausência de profissionais capacitado para ministrar aulas e principalmente um plano de aula diferenciado para nossas crianças.
      Vivemos hoje em um mundo tecnológico, e é necessário que hajam reformas no sistema educativos que incluam projetos voltados para um uso mais eficaz dessas tecnologias para melhorar o aproveitamento dos avanços da tecnologia no processo educacional.

      Excluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. As tecnologias são um suporte para a educação, estamos num mundo globalizado e as transformações de aprendizagens são permanentes.
    Numa sociedade de informações,vamos sempre reaprendendo a nos comunicar uns com os outros e aos tecnologias são um bom exemplo disso, naõ podemos mais separa-la da educação que estamos vivenciando porque precisamos estar conectados com o mundo, termos acessos as informações e apoio necessário para o desenvolvimento de nosso conhecimento sobre um determinado assunto.
    Vejo as tecnologias como uma mudança qualitativa no processo da educação, quando conseguimos tê-la como aliada ao proceso de ensino-aprendizagem, certo que isso é mais um desafio nos processos educacionais pois o surgimento de novas tecnologias para a educação não são simples.
    Temos que levar em consideração as dificuladdes de cada escola, de cada lugar, mais acredito num processo de evolução que vai além do cotidiano escolar que estamos acostunmados, torna-se necessário pensar numa maneira de viabilizar o acesso da educação às tecnologias como um novo espaço da escola causadoras de transformações do cotidiano em que se esta acostumado a trabalhar , considero que abrir espaço para esse novo rumo de educação é estar aberto as interaçãoes socias num carater participativo e inovador já que vivemos numa sociedade capitalista.

    Bethania Monteiro Moreira Pedagogia UFPA 2013

    ResponderExcluir
  23. Educar para as exigências de uma nova época

    O mundo atual é marcado por uma revolução tecnológica, vivemos em uma sociedade capitalista em que a mídia vem influenciando o modelo de sociedade. Sendo movida pela globalização provocando transformações sociais, políticas e econômicas.
    O mundo parece pequeno diante de tanto conhecimento e informação, muitas oportunidades foram concedidas principalmente dentro do contexto educacional.
    À medida que avança tais tecnologias não só incluem como excluem socialmente aqueles que não estão inseridos dentro desse processo de informação. Com todo o avanço tecnológico, continuam as desigualdades sociais, a dificuldade de inclusão, será impossível evitar tudo isso, porque é um fator provocado pelo próprio sistema capitalista.
    A escola tem um grande desafio na implantação da inclusão digital, educar pessoas de classes sociais menos favorecidas, levando o acesso à tecnologia, preparando para um universo de informação e conhecimento. A tecnologia tem possibilitado o acesso aos meios de informações para diversas comunidades, oferecendo-lhes oportunidades.
    Diante das discussões de Nelson De Luca Pretto em relação à educação à distância, sem nenhuma condição para o ensino provoca a precariedade do trabalho docente e o reconhecimento do seu trabalho.
    Dessa forma, só a educação pode transformar os indivíduos para o mundo inovador e superar os desafios da educação. Educar para uma nova época.

    ResponderExcluir
  24. O capitalismo transformou o modo de pensar das pessoas desde a idade moderna, nisto causou a aceleração material do mundo, produzindo novos meios de transporte e comunicação muito mais velozes e poderosos.
    As novas transformações causadas pelo capitalismo, também, mudou a educação, onde esta se adaptou para este novo tempo. O ensino foca, agora, na prática, sendo que cada vez mais especializa o indivíduo e este aprender a interagir e pensar em apenas uma área do conhecimento . As pessoas cada vez mais ficam moldadas com este novo modo de aprendizado, e o papel do educador é levar ao aluno uma visão ampla do mundo e dos processos que ele vive, se isto não ocorrer, o professor irar o alienar ainda mais neste mundo de "massas".
    O valor que as novas tecnologias trazem, seria o conhecimento, mas neste mundo da informação, logo percebemos que o mau uso destes meios pode causar no ator social um alheiamento a sua real realidade. Hoje no mundo capitalista, além do consumo de bens, a informação também virou um objeto de consumo; todos nós somos bombardeados de informações todos os dias, e, como poderemos selecionar o que realmente seria importante para nosso crescimento e emanacipação como cidadão? Nesta questão podemos destacar o papel do educar, onde este tem a função de guiar o aluno para o reconhecimento da sua real realidade e situa-lo neste caminho que por vezes parece dificultoso. A educação transforma, encaminha , guia e sobretudo emancipa ...
    Neste mundo que impera a individualidade, temos que fazer deste indivíduo um ser que interage e trabalha com os demais e o uso de novas tecnologias se faz necessária para a complementação deste trabalho, onde inserimos este cidadão numa realidade que todos estão participando e assim deichando-o mais igual e com as mesmas oportunidades.
    Antonio Maicon Souza da Silva.

    ResponderExcluir
  25. O mundo hoje vive um rítimo frenético, onde o motor que impulsiona essa velocidade é a informação. A tecnologia contemporânea está voltada para uma sociedade capitalista, que cada vez mais procura rapidamente se adequar às novas tendências tecnológicas.
    A escola como bem sabemos, exerce uma forte influência na formação de um indivíduo, e sem dúvida é um dos maiores aliados desse sistema de tecnologias. Entretanto para que isso venha a acontecer na prática, é necessário se repensar politicamente e principalmente priorizar essa união entre "Escola" e "Tecnologia".

    Ivanildo Sousa de Sousa

    ResponderExcluir
  26. Para Nelson Pretti com certeza um dos grandes desafios da educação contemporânea é a socialização do conhecimento como direitos a todos. O desenvolvimento científico e tecnológico veio através da globalização trazer a universalização do ensino, porém a realidade é diferente.
    Buscamos uma formação para a cidadania, onde todos têm acesso as novas tecnologias atraves de programas e projetos que irão proporcionar não só uma preparação para o mercado de trabalho ou o conhecimento pela informática por exemplo, mas o desenvolvimento de um cidadão capaz de acompanhar as transformações do desenvolvimento científico/tecnológico e expandir suas dimensões individuais e sociais na sociedade.
    Para a prática desse novo processo educativo é necessário o abandono do sistema tradicional de ensino, buscando uma conexão das áreas (disciplinas) e assim gerando interações entre elas nas escolas.
    Esse desafio poderá ser vencido com regulamentação das leis voltadas a esse caso, quando então forem aplicadas ao ensino escolar, caso contrário permanecemos em um atraso de inclusão digital e consequentemente social para todos e no nosso sistema de informação em que os cidadãos as vezes mesmo que estando tão perto, vivem realidades tão diferentes.

    Lívia Maria - Pedagogia 2013.

    ResponderExcluir
  27. Ao observarmos o processo de evolução da humanidade, constata-se a presença marcante das descobertas, inovações e os avanços tecnológicos. Assim, o desejo pela busca do desconhecido e pela produção de novos conhecimentos impulsionaram e continuam a projetar a sociedade em direção ao desenvolvimento.
    É importante ressaltar que as transformações rápidas e profundas decorrentes dessas descobertas, refletem nos mais variados setores, destacando-se os avanços tecnológicos,em especial, as mudanças relacionadas à educação.
    A visão educacional, considerada predominantemente tradicional, fundamenta-se no conceito de que o professor transmite um conjunto fixo de informações aos alunos. Há que substituí-la por um foco alicerçado em processos de construção, gestão e ação do conhecimento, através das tecnologias, como a internet,que é uns dos mais importantes meios de informação existentes.
    BRUNO KELVIN MACHADO CARDOSO

    ResponderExcluir
  28. Vemos naturalmente que o fator econômico é o que faz o mundo girar. A mundialização da economia é evidente em cada espaço do mundo, cada uma com sua especificidade e modo de produção.
    A sociedade do conhecimento,que evolui a partir de um modelo industrial, por exemplo. Vivemos em uma sociedade tecnológica, onde vemos o fluxo de informação dispararem absurdamente.
    Os meios de comunicação são artifícios que permitem a comunicação entre pessoas, contribuindo com o processo de transmissão de informações. Ao longo da história, o homem sempre desenvolveu formas para se comunicar: sinais, desenhos, cartas, criação de alguns objetos, etc.
    Em seguida, outros meios de comunicação foram inventados, com destaque para o telefone, rádio, televisão, celular e internet. Todos eles são bastante utilizados em várias partes do mundo, proporcionando o diálogo e a troca de informações entre pessoas de diferentes pontos do planeta.
    Com o fenômeno da globalização, todos estão sendo desafiados a entender e participar desta nova realidade, potencializadora dos meios de comunicação e de informação, da notícia em tempo real, estimulando a mudança comportamental dos seres humanos que vivem em nosso planeta, criando a necessidade de adaptação da vida e do mundo do trabalho.
    QUEM NÃO ENTRAR NESSA REALIDADE SOFRERÁ AS CONSEQUÊNCIAS..
    IGOR BARROS

    ResponderExcluir
  29. Muito bom o texto de Nelson pretto, podemos ver claramente a preocupação com a grande evolução chamada de "mundo virtual". Nos dias atuais, quase tudo se faz pela internet, e como a educação também é algo de suma importancia para um país, não poderia ficar alheia a tão grande transformação da modernidade.
    No século XXI vivemos em um emaranhado de redes virtuais, tudo o que se faz em qualquer lugar pode estar sendo visto por todo o mundo quase que ao mesmo tempo. Notícias, informações,conversas etc.Estamos em Tucurui mas podemos assistir aula todas as noites em São Paulo por exemplo, virtualmente.Pena que só uma pequena minoria consegue pagar por esse serviço.
    Como que em outros países, o Brasil também já poderia ter sua lei aprovada para que todos indistintamente tivessemos direitos de também estar conectados com o mundo.Porém como a legislação ainda estar se arrastando, grande parte da população principalmente os menos favorecidos financeiramente, veem que o sonho de acessar um computador ainda é algo distante.E somente quem pode pagar é que consegue fazer um curso de computação básica.Seria maravilhso que todas as escolas publicas podessem oferecer gratuitamente essa inclusão digital para todos os alunos a começar pelas séries iniciais.Para que quando chegassemos no curso superior estivessemos totalmente capacitados para fazer nossos trabalhos de graduandos.
    O sistema capitalista está ai somente induzindo as pessoas a comprar a adquirir computador,celular,internet, tablet etc. Porém não com o interesse que essas pessoas se eduquem e sim que elas simplesmente tenham mais facilidades em fazer compras pela internet e com isso alimentando a cada dia esse gigante chamado capitalismo.

    ResponderExcluir
  30. professora o primeiro éo da Marcélia o segundo que é o meu.

    ResponderExcluir
  31. O processo de ensino esta sempre sofrendo muitas mudanças, e uma delas foi a implantação da tecnologia, como uso de computadores e internet, esse processo ajudou a expandir e disseminar a educação. Assim como o uso da internet é muito bom devemos ter um cuidado redobrado, pois ao mesmo tempo que ajuda, pode fazer com que o aluno se torne mais preguiçoso e desinteressado. Assim como qualquer método de estudo a tecnologia e a internet tem que ser acompanhadas de perto por educadores, pois o uso da mesmo não pode substituir o papel do professor.

    ResponderExcluir
  32. No mundo globalizado em que vivemos hoje, e difícil não se falar no uso da informática em nosso cotidiano, já que ela está presente em praticamente todos os setores, e não poderíamos deixar de lado o uso da informática no campo da educação haja visto, que a educação a distância é um fato relevante que não poderíamos deixar de citar, em virtude da internet ter se tornado algo tão comum e acessível na vida das pessoas.

    O que antes parecia impossível quando se trata de educação superior no Brasil, hoje é cada vez mais comum a crescente procura pelos cursos a distância, tendo em vista a facilidade que a internet nos proporciona com uso dessas ferramentas.

    Por esses motivos não podemos deixar de lado o uso da informática no campo educacional, já que ela está sendo importante para formação de novos profissionais.

    ResponderExcluir
  33. Em todos os períodos da história da humanidade, o processo educacional esteve relacionado à necessidade social,instrumentalizado pelo sistema econômico. hoje,estamos compartilhando de forma coerciva de uma crescente globalização tecnológica.È imensurável a atenção que Nelson Pretto ressalta em relação a capacitação do profissionais e o espaço físico direcionado a formação dos indivíduos.
    o momento pede políticas públicas, para o aperfeiçoamento dessas tecnologias nas escolas publícas,onde esncontra-se a maior parte da população, que neccessita desses meios de comunicação, falo algo além dos centros de inclusões digitais já existentes, mas acredito que possa melhorar mais,e muito mais.Portanto,acredito que a educação transforma o homem, e o homem a sociedade.

    ResponderExcluir
  34. As grandes transformações da modernidade, acarreta uma busca contínua pelo desenvolvimento do conhecimento. No mundo capitalista em que vivemos e com as evoluções tecnológicas, se torna cada vez mais importante a inclusão digital na vida de cada um. A internet proporciona muitos benefícios para a educação e seria viável se todos tivéssemos acesso a esse meio de comunicação. É necessário o bom uso desse artifício e o bom senso de cada um, e nós como futuros educadores temos um papel muito importante em passar para os outros uma visão mais ampla, integradora e abrangente de que a internet com o seu bom uso aliada ao conhecimento vai além de muitas fronteiras.
    Adyle Gomes

    ResponderExcluir
  35. Se a população de todos os países tivesse acesso à educação de qualidade e à informação haveria maior interoperabilidade entre as nações, conseqüentemente menor número de conflitos, um país não seria mais do que o outro, não haveria imposições financeiras, bélicas, estruturais, organizacionais, políticas, etc. agora imagine uma classe sem esse tipo de informações o que me chama atenção e que no texto fala que ainda existem pessoas sem esse acesso acredito que tudo se torna mais difícil para essa classe porque. a tecnologia ela desperta e aguça a criatividade, ela transforma e transformará como podemos fazer as coisas, realizar tarefas, obter informações quase que em tempo real, é a informação o bem mais valioso de um ser, de uma classe, de um povo, de um país…

    ResponderExcluir
  36. As transformações mundiais tem sido eminentemente ditadas pelas novas tecnologias, nesse contexto a de se fazer observações e argumentações, que despertem o senso critico, e analitico do sistema educacional.
    No que diz respeito ao uso de midias e tecnologias para o aprendizado, nota - se a defazagem telecomunicativa que abrange o nosso pais, as ciencias que procuram introduzir essa dinamica cibernética estão a passos de tartarugas, não quando se fala em tecnologias para o aprendizado, mais do seu uso com a abrangencia que a mesma exige. Assim a discusão de novas tecnologias para dinamização e introdução dos alunos nas mesmas não passam de "discusão" ja que suas teorias não constituem, nem configuram as propostas que a comunidade estudantil tanto precisa, temos que tentar vislunbrar a escola com uma nova pespectiva, totalmente interativa, com a comunidade fazendo, e fortalecendo o uso das competencias e valores que ela tem por direito de agrupar.Vejo que os desafios da educação na sociedade interativa, trazem um estimulo positivo na busca pela introdução social na vida estudantil.

    ResponderExcluir
  37. Segunda Nelson Pretto, há uma grande preocupação com relação à educação, e os novos meios tecnológicos.A escola ainda é necessária ou as vídeo-aulas, e livros já suprem a nossa necessidade de saber?
    Eu creio que é a tecnologia como um todo é um grande auxílio ao estudo, mas a escola, o convívio com as professores, com os alunos, o ambiente escolar em si, nós faz criar valores sociais e é essencial na formação do ser.

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  39. Faz parte da sociedade, desde seus primórdios, o desenvolvimento. Não importa a área que pretende desenvolver. Pra chegarmos a sociedade que estamos hoje ouve todo um processo, tornando nossa vida em praticidades...
    Um fato que merece destaque na sociedade moderna é as tecnologias de informações, o qual todos os indivíduos da sociedade, precisa ter acesso, sendo assim acompanhando o processo de desenvolvimento de um todo.
    A educação tem tentado ao longo dos dias atuas levar a seus educando, a possibilidade de interação dos indivíduos com as tecnologias, um exemplo citado no texto de Pretto é a educação a distância, que de uma forma ou de outra tenta fazer reconhecido as tecnologias. Hoje é de suma importância o manuseio das tecnologias digitais, para quando uma atividade dessa surgir posteriormente, iremos saber nos posicionar de maneira convicta sobre o assunto. Professores irão sair da rotina das salas de aulas, e ministrar suas aulas nas salas de batpapo ou postar atividade em um Blog para seus alunos responderem. Agora vamos analisar, que tipo de profissionais, (já que a sociedade capitalista prepara indivíduos para o mercado de trabalho), está sendo formado? Quais são as características dessas pessoas? me veio agora uma pergunta, Será que a educação deveria se adaptar as novas tecnologias? ou as tecnologias á educação? As vezes sinto falta de abrir os livros e começar a espirrar com a poeira que saia dos livros, hoje meu livro está dentro de memorias e sendo projetados em uma tela. Acho que agora Respondo minhas perguntas que deixei acima. É preciso nos adaptarmos a essa nova Realidade da sociedade contemporânea, Porem analisando-a e ainda obedecendo as regras que a mesma sociedade nos impões sobre a a própria sociedade.
    Ruan de Oliveira Rodrigues.

    ResponderExcluir
  40. A globalização se dá de maneira mais contundente devido a internet nesse mundo digital, portanto o fato da inclusão digital se faz necessario na educação, tamos em um processo de transformação que a informação e o conhecimento são peças fundamentais nessa engrenagem tecnologica, que ajuda no seu cotidiano proporcionando um maior tempo para se fazer diversas tarefas,mas tem o outro lado que nem todos dispõe de internet ou de aparelhos e principalmente de ter um intelecto capaz de compreender e fazer uso dessas ferramentas, lógico que com isso vai haver um analfabetismo-digital. é claro que a educação ganhará sim com essa competencia de se passar conhecimento ao aluno, mas amaneira de se ensinar do passado não pode ser excluido desse novo processo, tem coisas da educação tradicional que pode ser aproveitada e metodos do novo modelo que não deve ser aproveitado, a tecnologia como forma absoluta na educação não pode se imposta de forma ditatorial, mas sim de livre escolha de aprender e de ensinar,para isso as maneiras de adiquerir conhecimento pode ter varias vertentes,inclusive não abrindo mão do passado.

    ResponderExcluir
  41. Desde a mudança no mundo que quase todo tornou-se capitalista, e com isso trouxe inúmeras inovações tecnológicas, mudando na sociedade as maneiras de pensar, falar, e fazer as coisas.
    Uma nova visão foi dada com a chegada dessas tecnologias, esse processo tornou-se na área da educação um grande desafio para os pedagogos, que tem como objetivo fazer com que essas tecnologias casem com as metodologias de ensino, para que se desprenda de uma maneira antiga e linear de ensino, para que se chegue ao mesmo lugar por caminhos diferentes, ou seja novas metodologias.
    Ao invés de tornasse um processo excludente passe a ser inclusivo, em que haja espaço para todos em todos os tipos de tecnologias comunicativas, fazendo com que a haja a inclusão digital na educação.
    WALLEX DIEGO FREITAS DE SOUZA

    ResponderExcluir
  42. Com relação ao uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação, estamos muito atrasados se compararmos o Brasil com outros países. Grande parte dos países industrializados e até mesmo alguns em estado de industrialização já fazem uso desse instrumento como meio de ensino e aprendizagem. Estamos perdendo de “goleada” até mesmo para o nosso rival, o Paraguai. Na edição do dia 05/07/2013, o Globo Repórter fez uma reportagem que deixou muitas pessoas curiosas com tema “O país do bem viver”. Segundo o repórter o sistema educativo uruguaio propõe-se a garantir o livre acesso a todos os cidadãos à educação e a informação através do uso das tecnologias, ou seja, todos tem acesso gratuito à internet.
    Nelson de Luca Preto comenta em seu artigo a grande dificuldade de se implantar o uso adequado das Tecnologias da Informação, uma vez que, os cursos, as aulas estão repetindo os velhos meios tradicionais de educação. A falta de estrutura, qualificação profissional e o uso inconsciente desse instrumento, levam-nos a repetir velhos costumes tradicionais, onde só se passava o conhecimento não se importando com o aprendizado. Outra questão importante é o descaso por parte de nossos governantes e a falta de políticas públicas para implantação real desse acesso, uma vez que nem todos possuem computadores e tem internet de graça em suas casas.
    Promover a inclusão digital de todos é essencial para uma nação que almeja o desenvolvimento com justiça e igualdade social é o que está bastante claro no artigo de Nelson de Luca Preto.
    stelia Menezes.

    ResponderExcluir
  43. Aos educandos da pedagogia de Tucuruí
    Fico muito feliz, em ler todos os comentários e perceber vosso crescimento intelectual, suas interpretações, os olhares diferençados, os elogios, bem como as indagações como fruto de dúvidas e até questões por vós mesmos respondidas. Isso tudo, no meu simples modo de ver resulta de certo amadurecimento que, embora estejam no início do curso já percebo pelos vossos comentários aqui abordados que caminham para perspectivas de referencias bastante significativos.

    ResponderExcluir
  44. Professora fico feliz em saber que a turma, tem potencial, pois no Campus de Tucuruí, terreno da Engenharia, a Pedagogia, tem sido alvo de preconceito, que vai desde os alunos a diretoria. Mas é confortável saber que sem a missão da pedagogia, ensinar crianças, não haveria engenheiros.

    ResponderExcluir

CRIAR, É ALGO INERENTE AO SER HUMANO

Os seres humanos de todos os tempos e lugares foram criativos. Foram criativos na forma de produzir alimentos, vestuários, criação de mecan...